Busca

Portal Porciúncula

Paraíso do Voo Livre.

Foto: Itaperuna News

Foi confirmada, por familiares, o falecimento do médico Renam Catarina Tinoco, por volta das 10h, desta sexta-feira, 19. Ele estava internado há uns dias no CTI do Hospital São José do Avaí (HSJA). O médico tinha 79 anos. Ainda não foram divulgadas informações sobre velório e sepultamento.

Dr. Renam A Lenda por Eusébio Dornella

Dentre algumas definições apontadas pelo dicionário Aurélio, lenda é o “indivíduo conhecido por muitos e admirado pelos seus feitos, pelo seu talento ou pelo seu desempenho em determinada área”. No futebol, por exemplo, Pelé é sinônimo de lenda, de mito. Quando alguém pronuncia o nome ‘Pelé’, não é preciso dizer mais nada, todos entendem muito bem o significado e a importância.

Dr. Renam…

Salvo as devidas proporções, o mesmo acontece com a expressão “Dr. Renam”. Seja em Itaperuna, no Estado do Rio de Janeiro, no Brasil ou no exterior, a área de Medicina conhece muito bem a lenda Renam Catharina Tinoco, ou simplesmente, Dr. Renam.

Relatar a vida desse ilustre itaperunense em poucas linhas é algo quase impossível; em um livro, talvez fosse possível registrar os feitos desse homem. O Projeto Personalidades, idealizado pelo escritor e jornalista Eusébio Dornellas, resolveu tentar traçar um relato sobre o Dr. Renam. E, neste instante, presta esta justa homenagem ao brilhante médico, que ainda hoje se dedica incansavelmente ao trabalho.

Nascido em 05 de março de 1938, em Ourânia (naquela época, pertencente a Itaperuna, RJ), fez o primário no Colégio Bittencourt. Posteriormente foi para a cidade de Niterói, onde cursou o científico no Colégio Batista. Em 1957 prestou o vestibular, passando para o curso de Medicina da Universidade Federal Fluminense, concluindo-o em 1962.

Retornando a Itaperuna, como cirurgião do Hospital São José do Avaí (HSJA), encontrou um pequeno hospital com apenas 25 leitos e nove médicos. Sabia que sua missão era difícil, mas, não mediu esforços para trabalhar em prol do hospital e da comunidade itaperunense.

Participou do primeiro congresso nos Estados Unidos do Colégio Americano de Cirurgiões no ano de 1968, tornando-se membro em 1978.

Renam2Ainda no ano de 1968, conseguiu, com o apoio de outros membros da comunidade, a permuta junto ao Governo do Estado do Rio de Janeiro do prédio antigo do hospital, para um novo espaço (prédio que se encontra até a presente data).

Avançando um pouco no tempo, chegamos ao ano de 1983, ocasião em que o Dr. Renam assumiu a presidência do HSJA. Dentre suas primeiras ações, ele convidou os colegas de profissão a adotar, cada um, uma enfermaria, custeando as reformas. Assim sendo, todas as enfermarias foram reformadas sem custo para o hospital. Em seu primeiro mandato, o médico conseguiu equipar todo o hospital, tornando-se referência regional para inúmeros procedimentos.

Em 1991 foi inaugurado o serviço de cirurgia cardíaca, com CTI especializado. Após o primeiro ano, o HSJA já era considerado referência no Estado do Rio de Janeiro para esse tipo de cirurgia. O hospital já recebeu diversos prêmios no Estado, pelo maior número de cirurgias cardíacas realizadas, com menor índice de complicações, sendo considerado estratégico para referência nacional pelo Ministério da Saúde.

Dr. Renam também exerceu o cargo de professor titular de Clínica Cirúrgica na Faculdade de Medicina de Campos, no período de 1987 a 1998, mantendo convênio com a Faculdade para internato em Medicina, disponibilizando vaga para dez alunos. Foi convidado para assumir o cargo de coordenador de ensino do Curso de Medicina, do Campus V da Unig em Itaperuna.

É membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (desde 1970), participando de todos os congressos anuais, totalizando mais de 500 apresentações em congressos nacionais e sete apresentações de trabalhos em congressos no exterior, ampliando as fronteiras de Itaperuna e do Brasil. Escreveu mais de 50 trabalhos em livros e revistas do Brasil e exterior.

Participa de várias instituições internacionais como membro, dentre elas: membro da Society for Surgery of the Alimentary Tract, Society of Laparoscopic Surgeons, European Association for Endoscopic Sugery, Society of American Gastrointestinal Endoscopic Surgeons, membro titular da Academia Fluminense de Medicina do Estado do Rio de Janeiro, Academia de Ciências de Nova York, Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica, Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Sociedade de Vídeo Endoscopia do Estado do Rio de Janeiro, Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva, Fellow of the American College of Surgeons e Fellow of the International College of Surgeons.

Em 2002 foi agraciado com a Medalha Tiradentes, maior honraria concedida pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ). Desde 2002 é consagrado como destaque da Medicina no livro “Who is Who in the World”, onde são destacados as maiores celebridades em cada seguimento profissional em todos os continentes.

Homenagens a este ilustre itaperunense, cuja história se funde ao HSJA, foram inúmeras nas últimas décadas e, certamente, muitas outras acontecerão. Toda e qualquer tentativa de homenagear a lenda Dr. Renam, certamente não será suficiente ao profissional, cuja vida, foi dedicada à Medicina. Aqui, ficam registradas todas as nossas homenagens ao mito, à lenda Renam Catharina Tinoco.

*Este texto faz parte do Projeto Personalidades, idealizado pelo jornalista Eusébio Dornellas, com o intuito de evidenciar o trabalho de pessoas que contribuem significativamente com a sociedade, através de sua atuação profissional e/ou exemplos de vida.

Anúncios

Letícia Garcia: Uma mistura de Alegria, Ritmo,Talento e Leveza

Foi publicado no ultima dia 15 de Janeiro, pela jornalista Carina Toledo a trajetória artística vivida pela porciunculense Letícia Garcia.

 

Letícia Garcia matéria
Crédito: Paulo Henrique

 

Por: Carina Toledo

Por mais que na vida surjam dificuldades em alguns momentos, os sonhos sempre serão o combustível vital para a nossa jornada. Tudo sempre acontece para o nosso bem, para o nosso crescimento. Não há nada mais genuinamente brasileiro que os samba: que ao mesmo tempo, com a sua explosão de ritmo e alegria: toca a alma e o coração.

Confira um pouco mais da história da grande cantora carioca Letícia Garcia, que já conquistou a todos com sua lindíssima voz!

“O meu avô materno gostava de música e tocava muito bem acordeon. Desde pequena, sempre fui encantada por acordeon. Na minha cidade (Porcíncula) localizada no interior do estado do Rio de Janeiro, tinha um festival de música. Todo mundo participava, os candidatos se inscreviam, passavam por uma seleção e os 20 melhores participavam desse festival. A prefeitura montava uma banda profissional, os participantes enviavam suas gravações. Depois eles selecionavam algumas pessoas e acontecia um teste. Com a música já escolhida, os concorrentes cantavam com a banda e passavam por uma seleção feita pelos jurados. Eram realizados ensaios com a banda e, em um determinado momento ocorriam as apresentações. Tinham primeiro, segundo e terceiro lugares.

Sempre gostei muito de cantar, então me inscrevi, fui aprovada e participei do Festival. As pessoas que estavam lá me chamaram e me falaram que eu tinha uma voz muito boa, muito afinada e me convidaram para cantar na Igreja Católica. Comecei então a cantar na Igreja, não sabia nada. Ia acompanhando e aprendi muito com as pessoas de lá. Continuei a participar desses festivais, até vir para a cidade do Rio de Janeiro, quando já tinha 18 anos.

Com 19 anos, fui morar na cidade do Rio de Janeiro. Lá também comecei a cantar na Igreja e conheci o meu esposo, que também é músico. Ele tocava em um grupo de choro na época, (lá no Rio), que eu acompanhava muito. Até então, não tinha contato com o choro e não tinha tão contato com o samba. Mas eu fiquei extremamente apaixonada, meu sogro me dava muito apoio para cantar. Eu fiquei apaixonada e vi que o samba se encaixava muito bem, na minha voz. Comecei a cantar em um grupo que chamava “Rio de Choro”, que era de chorinho e samba. Nós cantávamos na Lapa, todo sábado.

Ano passado surgiu a oportunidade de virmos para Itabirito e ficamos encantados para a cidade. E então viemos morar aqui. Sempre tivemos vontade de trabalhar com música. Quando chegamos aqui, meu marido me perguntou se íamos retomar a carreira musical. Eu fiquei um pouco insegura, porque já tinha bastante tempo que estava sem cantar. Começamos então a nos apresentar na cidade. Em maio do ano passado, resolvi assumir a música como profissão e batalhar para que desse certo. E de lá para cá, tem dado muito certo.

Tenho uma banda que me acompanha, e dependendo do lugar faço só voz e violão com o meu marido. Comecei  a fazer aula de técnica vocal com o Flávio Bastos e estou estudando para prestar o vestibular para o curso de música na Universidade Federal de Ouro Preto(UFOP). Canto mais samba e dependendo do lugar, também canto MPB. Meu objetivo agora é consolidar o meu trabalho e viver disso. Também futuramente dar aulas de música (de canto).

Desde que cheguei aqui, fiz um show na Casa de Cultura Maestro Dungas que para mim foi muito marcante, porque consegui realizar um sonho de fazer um show em um teatro, para as pessoas assistirem. Ver todo mundo cantando com você é bem motivador. Fiquei muito emocionada, para mim foi muito legal. Tive um retorno do público bem positivo.

Fui muito bem acolhida em Itabirito por todos e também pelos músicos locais até por pessoas do mesmo gênero musical. A parceria com outros artistas para mim é sempre edificante, adquiro muito conhecimento ao conviver com pessoas que estão no mercado há muito tempo. É muito gratificante a troca com outros artistas.

Sempre tive o sonho de ser acompanhada por um piano, pois amo o som, apesar de não  saber tocar. E tem sido uma experiência maravilhosa a parceria com a Júlia Carvalho, me acompanhando no piano. Já me apresentei em cidades da região como Ouro Preto, Cachoeira do Campo e a aceitação do público, também foi muito boa. Meu marido é meu maior incentivador, também faz minha produção musical, direção musical, é meu grande parceiro na vida e na música.

Estou sendo bem aceita e isso ajuda bastante. Só o fato de ser bem acolhida, já te proporciona mais segurança e motivação. Tenho estudado mais minhas letras, procurado mais canções para poder dar uma variada no repertório, para melhorar cada vez mais, para crescer.

O samba pelo qual me apaixonei (dentre os mais variados tipos de samba que existem) é um samba que fala de amor, do cotidiano, que transmita alegria, que fala da perda da pessoa amada. Me encantei justamente por poder retratar a vida das pessoas, de estar cantando aquilo que a outra pessoa está vivendo. Essas músicas são atemporais. São músicas com letra, o que me encantou nesse estilo de samba. Tem que ter um conteúdo para poder ser transmitido e com o qual, a pessoa irá se identificar. O samba se encaixa muito com a minha voz, isso me encantou e me sinto à vontade para poder fazer.Ouço muito: Elis Regina, Paulinho da Viola, Assis Valente, Ary Barroso. Minhas referências atuais no samba são: Roberta Sá, Maria Rita, Mariene de Castro.

Tudo o que faço até hoje é extremamente intuitivo, de uma musicalidade que existe em mim, que já nasceu comigo, nada que eu tenha aprendido. Estou começando a reunir algumas músicas para gravar um CD.

Lá em casa, meus filhos também herdaram uma genética musical muito grande, todos são muito afinados, começaram a estudar um instrumento, então a gente respira música desde que acorda até na hora em que vai dormir, faz parte do nosso cotidiano. Faz parte de mim, não tem nenhum dia que passe, que eu não consiga pensar em música o tempo todo e a gente está sempre buscando, sempre aprendendo juntos. Tem que ter uma busca constante pelo estudo, você está sempre aprendendo alguma coisa para poder aplicar lá na frente, para melhorar o seu desempenho.  Este ano pretendo fazer um trabalho corporal, um trabalho teatral para poder me ajudar na presença de palco.

Ao cantar, você externaliza tudo o que está sentindo naquele momento, e passa a tocar o coração do outro. Então, cantar para mim é poder levar alegria para as outras pessoas e isso não tem preço. É muito gratificante poder trabalhar com o sentimento do público”, comenta Letícia Garcia.

Tombense vence na estreia do Campeonato Mineiro 2018

Resultado de imagem para Tombense vence villa nova

Jogando em casa o Tombense venceu o Vila Nova na estreia do campeonato mineiro 2018.

A equipe de Tombos/MG venceu a partida por 1 a 0 em jogo disputado nesta quarta-feira 17, na cidade de Tombos, com gol de Daniel Amorim no início do segundo tempo.

Com o resultado, o Vila fica na décima colocação do campeonato, ainda sem pontuar e com -1 de saldo. Já o Tombense está na quinta colocação, com três pontos.

O Tombense viaja a cidade de Patrocínio, no triângulo mineiro, para enfrentar o Patrocinense. O jogo também vai ser realizado domingo.

Portal Porciúncula

Defesa Civil realiza isolamento de Agência do Banco Itaú em Porciúncula

Itaú Porciúncula

Atendendo a solicitação de populares, a Secretaria Municipal de Defesa Civil, realizou nesta manhã 18, o isolamento da agência do Banco Itaú em Porciúncula.

Ao tentar utilizar o caixa eletrônico, uma correntista teria passado mal logo ao entrar no banco e inalar o que a principio imaginou ser vazamento de gás.

Segundo informações enviadas a nossa equipe, o vazamento de solução de bateria de um “No break” seria o motivo da interdição do banco que deverá permanecer fechado até que a manutenção dos equipamentos seja realizada.

 

Portal Porciúncula

 

 

Showroom da Casa do Artesão em Porciúncula é repaginado

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Para melhor atender o consumidor, pensando na comodidade, facilidade de visualização das peças e escolha dos produtos, a equipe da Casa do Artesão de Porciúncula reorganizou a loja, catalogando os produtos nas prateleiras por ordem de preços. O objetivo é dar aos compradores uma melhor percepção da diversidade de peças e das variadas opções de preços dos produtos.

Os artesãos porciunculenses produzem desde peças de decoração a brinquedos infantis, passando por trabalhos em vime, palha, madeira e tecidos, além dos tradicionais bordados e crochês. Tudo feito com muita criatividade e graça. Sempre apresentando novas idéias em utilidades domésticas, que podem surpreender os consumidores.

Venha visitar a Casa do Artesão de Porciúncula, onde
funcionava a antiga farmacinha, atrás da Igreja Matriz. Valorize a arte e a cultura de nossa cidade! Você vai se encantar com a beleza e criatividade de nosso artesanato!

 

Ivana de Paula

A imagem pode conter: 1 pessoa

 

Tudo pronto para o Carnaval 2018 em Antônio Prado de Minas

Enquanto alguns municípios optaram por não realizar festejos em 2017, em Antônio Prado de Minas a crise financeira parece ter passado longe.

A cidade teen ao longo do mandato do atual prefeito Welison Sima da Fonseca (Sansão), realizado suas principais festas e inovado na gestão.

Município acolhedor e com pouco mais de 1600 habitantes, vem se destacando em alegria, entusiasmo e vontade de festejar.

Diferente do que acontece na região onde a maioria dos prefeitos alegam não ter dinheiro, em Antônio Prado de Minas, o Carnaval começa no dia 10 e segue até o dia 13 com diversas atrações. Confira:

Portal Porciúncula

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, texto

 

 

Porciúncula recebe no dia 25 Unidade móvel do Hemocentro

Resultado de imagem para Unidade movel hemocentro

O Hemocentro Regional de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, abrirá sua programação de coleta na unidade móvel em 2018 com uma ação na Praça do Santíssimo Salvador em Campos na terça-feira (09), das 8h às 15h.

Neste mês de janeiro, a previsão é de mais seis ações de coleta de sangue na unidade móvel em Campos e quatro municípios vizinhos: Cardoso Moreira, Porciúncula, Quissamã e São João da Barra.

De acordo com o gerente administrativo do Hemocentro, Luciano Costa, as doações no ônibus contribuem para reforçar o estoque de sangue, uma vez que as doações na sede estão em baixa.

Atualmente, o Hemocentro necessita da doação de todos os tipos sanguíneos, principalmente os de fatores negativo.

“A unidade de coleta móvel serve para completar o número de doações que não recebemos no Hemocentro”, destacou Luciano ao ressaltar que no período do Natal, a quantidade de doações foi melhor que no ano novo.

“Só no dia 24 tivemos 55 doações. Já no Réveillon o movimento foi bem fraco”, completa.

Podem doar sangue as pessoas com idade entre 16 e 69 anos e que tenham mais de 50 kg. Os doadores não precisam estar em jejum, mas também não podem ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas e não devem ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores.

Para doar, é necessária a apresentação de documento original com foto. Menores de 18 anos devem comparecer com o responsável legal. Vale lembrar que o intervalo entre uma doação e outra é de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres.

Os doadores também podem procurar a sede do Hemocentro, que funciona no Hospital Ferreira Machado (HFM) todos os dias, das 7h às 18h, incluindo sábados, domingos e feriados.

Programação de janeiro da unidade móvel:

09/01 – Praça do Santíssimo Salvador

11/01 – São João da Barra

18/01 – Quissamã

20/01 – Cardoso Moreira

23/01 – Praça do Santíssimo Salvador

25/01 – Porciúncula

30/01 – Praça do Santíssimo Salvador

Porciúncula agora tem mais vagas para carros

A imagem pode conter: céu, carro, árvore e atividades ao ar livre

A partir de 16/01 (terça-feira) ficou mais fácil estacionar no centro da cidade. Por determinação do Departamento de Trânsito e devido ao aumento do número de veículos no município, as vagas na Avenida José Tannus foram reorganizadas em 45 graus, a partir do Bazar Porciúncula até a Farmácia Cysneiros.

Realizado pelo Departamento de Trânsito com apoio da Secretaria de Defesa Civil, o novo estacionamento oferece ainda vagas para idosos, deficientes e motociclistas. O local, que comportava 13 carros estacionados, atualmente comporta 21 carros e 13 motos.

O diretor do Departamento de Trânsito, Cristiano do Valle, vem desenvolvendo projetos para melhorar a mobilidade urbana do município. “Estamos trabalhando para oferecer um tráfego consciente e organizado, em que todos possam transitar nas vias municipais de forma segura e sem riscos”, explica Cristiano.

Rosimere Ferreira

Porciúncula – Unidade Básica de Saúde em novo endereço.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

A Prefeitura municipal de Porciúncula, através da Secretaria de Saúde realizou, no dia 15, segunda-feira, a transferência da Estratégia de Saúde da Família do bairro Cristo-Rei para uma nova sede, localizada na Rua Deputado Carlos Pinto Filho, trazendo a novidade do atendimento noturno.

A nova unidade de saúde proporcionará à população melhoria da qualidade do acesso e tratamento. A Unidade já conta com o PEC (Prontuário Eletrônico do Cidadão), uma exigência do Ministério da Saúde desde 2013. Esta ferramenta auxilia na humanização do serviço e contribui para um melhor acompanhamento da população por parte da equipe de saúde.

Pensando mais uma vez em fortalecer a política de atenção básica no município, a Secretaria de Saúde inicia uma nova modalidade de atendimento nesse serviço de saúde, o atendimento noturno, que visa atender os moradores que não podem comparecer em horário comercial à unidade.

O atendimento noturno acontecerá duas vezes por semana, ofertando o atendimento de enfermagem. Segundas e terças-feiras o atendimento será de 7 às 20 horas. Os demais dias, o atendimento segue o horário de 7 às 16 horas.

 

Ascom/PMP

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑